Quem Somos

QUEM SOMOS E EM QUE CREMOS:

A ASSOCIAÇÃO MISSIONÁRIA PALAVRA VIVA (AMPV), é um órgão missionária e tem por finalidade principal administrar os assuntos referentes a “Obra Missionária” e “Evangelística”.

Cremos no seguinte:  

1) Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).

2) Na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão. (2ª Tm 3. 14-17).

3) No nascimento virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus. (Is 7.14; Rm 8.34; At 1.9).

4) Na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurar a Deus. (Rm 3.23; At 3.19).

5) Na necessidade absoluta do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do reino dos céus. (Jo 3.3-8).

6) No perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor. (At 10.43; Rm 10.13; 3.24-26; Hb 7.25; 5.9).

7) No batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro de uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, conforme determinou o Senhor Jesus Cristo. (Mt 28.19; Rm 6.1-6; Cl 2.12).

8) Na necessidade e na possibilidade que temos de viver em santidade mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo. (Hb 9.14; 1 Pd 1.15).

9) No batismo bíblico com o Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, com a evidência inicial de falar em outras línguas, conforme a sua vontade. (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7).

10) Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação, conforme a sua soberana vontade. (1ª Co 12.1-12).

11) Na segunda vinda prémilenal de Cristo, em duas fases distintas.
– Primeira: Invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja fiel da terra, antes da grande tribulação;
– Segunda: Visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos. (1ª Ts 4.16,17; 1ª Co 15.51-54; Ap 20.4; Jd 14).

12) Que todos os cristãos comparecerão ante o tribunal de Cristo, para receber a recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na terra. (2ª Co 5.10).

13) No juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis. (Ap 20.11-15).

14) E na vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e de tristeza e tormento para os infiéis. (Mt 25.46).

Nossa pretensão:

• Incrementar o Projeto Adoção de obreiros;
• Realizar Congressos, Encontros e Conferências de Missões;
• Fortalecer seu trabalho de pesquisa e de assessoramento às igrejas, para que cumpram a Grande Comissão;
• Assistir missionários no campo com maior e melhor atendimento material, moral e ministerial;
• Criar normas que propiciem as atividades evangélicas, tais como cruzadas, ajudar na criação de Secretarias Regionais e Locais de Missões, e também melhor funcionabilidade e conseqüente frutificação para o reino de Deus;
• Executar projetos de evangelização por vias fluviais e marítimas, mediante a aquisição de embarcações adequadas e capazes para tal tarefa na região amazônica (Lábrea – AM) e no Pará (Xingu);
• Estabelecer melhor intercâmbio com outros setores da Grande Seara, sempre que haja necessidade, visando o bom desempenho do labor missionário.
Valores Institucionais e Espirituais

• Apoiar e orientar a Igreja no cumprimento de sua missão transcultural para que os interesses denominacionais estejam subordinados e orientados pelas prioridades e interesses do Reino de Deus;
• Amparar e valorizar os missionários enviados pela Igreja para que tenham tratamento digno na sua juventude e na velhice pós-retorno do campo;
• Atender os povos não alcançados aos quais o Senhor da Seara nos incumbiu de levar o Evangelho como responsabilidade vocacional e mandatária;
• Viver em fidelidade e obediência a Deus como princípios inegociáveis e irrenunciáveis no serviço à Igreja, aos povos e à comunidade onde estamos inseridos;
• Entendemos que a fé da Igreja, como Corpo de Cristo, excede, ultrapassa e exige a evangelização local.